Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Johny Bravo
John Wallace da Silva Viana

  • 1 - Tráfico de Drogas e Condutas Afins (Art. 33 - Lei 11.343/06) E Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06) E Associação Criminosa - Art.288 do Cod Penal (Redação Dada Pela Lei 12.850 de 2013) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp).
  • CV - Comando Vermelho
  • Chefe do Tráfico de Drogas
  • Favela da Rocinha e Vidigal - RJ
  • 25/06/1988
  • Nº. (I.F.P.) 205.748.742
  • Rio de Janeiro - RJ
  • Procurado

Histórico


O Portal dos Procurados aumenta para R$ 30 mil o valor da recompensa oferecida pela prisão do traficante John Wallace da Silva Viana, conhecido como Johny Bravo, de 32 anos. Anteriormente o valor oferecido era de R$ 1mil.

Johny, que é foragido da Justiça, é apontado como chefe do tráfico de drogas na comunidade da Rocinha, Zona Sul do Rio de Janeiro, e integrante da facção criminosa Comando Vermelho ? CV.

Em recente vídeo veiculado nas redes sociais Johny Bravo aparece em um baile funk, durante um cortejo, cercado de criminosos fortemente armados com pelo menos 20 fuzis, além de pistolas, diante de uma multidão de pessoas, inclusive crianças.

Johny assumiu a liderança do tráfico de drogas na comunidade, após a invasão da Rocinha por divergências do traficante Rogerinho 157 com o traficante Antônio Bomfim Lopes, o Nem, que está preso numa penitenciária federal em Rondônia.

Segundo informações recebidas, em 2014 Jhony Bravo teria saído do Brasil e fugido para a Suíça por desavenças com sua quadrilha. Essa não teria sido sua única viagem internacional: Jhony, que fala inglês fluente, viajava frequentemente para o exterior.

Ele também é responsável pela comercialização de "gatonet" (recepção não autorizada do sinal de TV por assinatura), assinaturas de internet e gás encanado. Dentre as cobranças também está a cobrança de aluguel para de R$ 300 para jogar no campo de futebol público no alto do Vidigal.


Ele foi o principal articulador e mentor da invasão ao Morro da Mineira no dia 26 de agosto do mês passado. Grande parte das armas para invasão foram fornecidas por ele. O início do plano para invasão da Mineira começou quando traficantes partiram da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul, para o Tabajaras, em Copacabana. Nesse caminho, criminosos trocaram tiros com policiais e agentes do Segurança Presente na Lagoa e no Humaitá. No fim da tarde do dia 26, após se reunirem no Fallet-Fogueteiro, em Santa Tereza, os bandidos tentaram invadir o Complexo do São Carlos e um intenso tiroteio durou até a madrugada.

John Bravo foi um dos indiciados pela Delegacia de Homicídios da Capital, pela morte de Ana Cristina da Silva. de 25 anos. Ana Cristina estava indo com o filho para o bar onde trabalhava, quando ficou no meio do tiroteio. No momento dos disparos, ela se curvou sobre o filho de três anos para protegê-lo e acabou sendo atingida por tiros de fuzil na cabeça e na barriga.

Contra ele constam seis mandados de prisão por Tráfico de Drogas, Associação para o Tráfico e Homicídio.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dele e de sua quadrilha, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177 , ou pelo Aplicativo para celular ? Disque Denúncia e também pelos aplicativos: https://twitter.com/PProcurados, e https://www.instagram.com/portal.dos.procurados. A partir de agora as denúncias também podem ser feitas pelo site dos Procurados (www.procurados.org.br), na parte superior do site ? Denuncie -. Em todos os casos, o anonimato é garantido.

Mandados

Origem Processo expedição
35ª Vara Criminal Processo Nº 0154103-06.2013.8.19.0001/Prisão Preventiva Distribuído em 12/08/2013