Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Hello Kitty
Rayane Nazareth Cardozo da Silveira

  • 1 - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), inc I e II
    2 - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), I e II
  • CV - Comando Vermelho
  • Gerente do Tráfico de Drogas
  • São Gonçalo - RJ
  • 25/12/1999
  • Nº (I.F.P.) 300.737.020
  • São Gonçalo
  • Procurada

Histórico

Rayane Nazareth Cardozo da Silveira, é ligada a facção Amigos dos Comando Vermelho é faz parte do tráfico de drogas que age na Nova Grécia, em São Gonçalo.

Atualmente, duas facções rivais disputam o poder na comunidade da Dita, no Jóquei, em São Gonçalo. O racha na localidade acontece desde quando criminosos ligados ao traficante Gabriel Souza dos Santos, o Maradona, invadiram parte da favela e fincaram a bandeira do Amigo dos Amigos (ADA). Para a surpresa da polícia, uma das pivôs da disputa é Rayane Nazareth, que tem o apelido de Hello Kitty.

Segundo investigações da Polícia Civil, o Comando Vermelho (CV), que estava há cerca de dois anos controlando o tráfico de drogas do Complexo da Dita, perdeu parte de seu território, próximo ao Jardim República. Na invasão, houve intenso confronto entre os criminosos das facções rivais.

Todo o plano de invasão foi orquestrado por Maradona, que obteve junto a Justiça a sua liberdade no dia 03/05. Ele havia sido preso em novembro de 2014 no bairro Vila Três, por agentes do 7º BPM (São Gonçalo) e era investigado por participar de mais de 10 homicídios. Antes de sua prisão, Maradona era o chefe do tráfico do Complexo da Dita e controlava a criminalidade das comunidades da Dita, Tronco, Torre, 590, Uva e Petróleo.

Informações ainda dão conta de que Maradona teria recebido apoio de Alessandro Luiz Vieira Moura, o Vinte Anos, que atualmente controla o tráfico de drogas da Nova Grécia, em Tribobó, desde o final do ano passado. Ainda segundo a Polícia, assim que saiu da cadeia, o ex-chefe do tráfico da Dita buscou refúgio na Nova Grécia.

Vinte Anos ascendeu à liderança da Nova Grécia no início da década de 2000, até ser preso, em 2008, por policiais do 7º BPM. Ele cumpriu parte da pena e conquistou a progressão para o regime semi-aberto, mas não voltou ao sistema e atualmente se encontra na condição de Evadido do Sistema Penitenciário.

Investigações policiais dão conta ainda de que Rayane integraria a Tropa do Vinte Anos, e estaria presente em quase todas as invasões articuladas pelo seu chefe.
Referente ao processo nº 0052164-04.2018.8.19.0002.01.0002-23/Prisão Preventiva, os indícios de autoria também encontram-se consubstanciados pelo auto de reconhecimento de fls. 22/23 e 26 e pelas declarações prestadas em sede policial, segundo as quais, no dia 05/03/2018, por volta de 23h30min, na Rua Coronel Tamarindo, Gragoatá, Centro, nesta Comarca, os denunciados entre eles esta Raynane Nazareth, acompanhados de outro indivíduo ainda não identificado, mediante grave ameaça exercida com emprego de arma de fogo contra as vitimas, e subtraíram um veículo marca/modelo Peugeout/207 Passion XR5, ano modelo 2012, e um aparelho celular Galaxy J5 Prime, ambos de propriedade de uma das vitimas, e uma mala de viagem, um notebook Acer 15, um aparelho celular e outros objetos de uso pessoal de propriedade do primeiro. De fato, a prisão dos acusados é necessária à garantia da instrução criminal na medida em que se faz imprescindível, para a colheita da prova oral, assegurar a tranquilidade das vítimas que os reconheceram, em sede inquisitorial

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização Rayane Nazareth, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular - Disque Denúncia - . O Anonimato é garantido.


Mandados

Origem Processo expedição
Comarca de Niterói 4ª Vara Criminal Processo Nº 0002944-03.2019.8.19.0002.01.0001-04/Prisão Preventiva Distribuído em 06/02/2019
Comarca de Niterói 2ª Vara Criminal Processo Nº 0052164-04.2018.8.19.0002.01.0002-23/Prisão Preventiva Distribuído em 09/11/2018