Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

DHBF PRENDE ENVOLVIDO NA MORTE DE POLICIAL MILITAR REFORMADO COM INFORMAÇÕES DO DISQUE DENUNCIA

O Portal dos Procurados divulga nesta segunda-feira, dia 24/01, cartaz de capturado do criminoso Higor Silva de Assis, de 22 anos. Ele foi preso por policiais civis da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense ?DHBF -, coordenados pelo Delegado Titular Moyses Santana, na tarde desta segunda-feira (24), através de informações passadas ao Disque Denuncia.

Higor, possuí 01 anotação criminal pelo crime previsto no artigo 157, § 3º na forma do artigo 14, II (latrocínio na modalidade tentativa) e foi reconhecido como um dos autores do latrocínio que vitimou o policial militar reformado Dirley José Cordeiro, ocorrido no dia 21 de janeiro deste ano.

Na data do fato, a vítima, Policial Militar já reformado que complementava sua renda fazendo serviço de segurança, percebeu uma movimentação estranha no interior de um dos estabelecimentos no Centro Comercial do Saara, que faz segurança e foi checar. Ao abrir a porta do referido estabelecimento comercial foi surpreendido por um dos comparsas de Higor que desferiu um disparo contra o policial. Higor teria função de dar cobertura, estando ele nesse momento no interior de um veículo.

Cumpridas as demais formalidades de praxe, com o cumprimento do mandado de prisão pela 1ª Vara Criminal da Capital, sob o nº 0076896-18.2019.8.19.0001.01.0002-09, pelo crime de Latrocínio (Art. 157, § 3º, 2ª parte - CP), II C/C Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), II e §2ª-A, I (5x) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp), com pedido de Prisão Preventiva. O autor foi encaminhado à SEAP, onde ficará a disposição do Poder Judiciário.

Ajude a Polícia do Rio. Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização de assassinos do agente de segurança, favor denunciar pelos seguintes canais: pelo Mesa de Atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, pelo Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, , ou pelo Aplicativo para celular ? Disque Denúncia ? . O Anonimato é garantido.