Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Charlinho do Lixão
Charles Jakson Neres Batista

  • 1 - Homicídio Simples (Art. 121, caput - CP)

    2 - Tráfico de drogas e condutas afins (art. 33 ? lei 11.343/06);

    3 - Associação para a produção e tráfico e condutas afins (art. 35 ? lei 11.343/06);
  • CV - Comando Vermelho
  • Chefe do Tráfico de Drogas
  • Cabo Frio - RJ
  • 28/07/1986
  • 215.183.716
  • Cabo Frio- RJ
  • Morto

Histórico

MORTO EM CONFRONTO COM A PM - 26/03/2019


Um dos traficantes mais procurados da Baixada Fluminense foi morto nesta terça-feira, 26, durante operação da PM na Favela do Lixão, no Centro. Charles Jakson Neres Batista, conhecido como Charlinho do Lixão, foi morto a tiros, chegou a ser socorrido no Hospital Moacyr do Carmo, mas não resistiu aos ferimentos. Charlinho foi indiciado por disparar os tiros que mataram um bebê dentro da barriga da mãe também no município, em 2017.

Charlinho do Lixão é filho do traficante Charles Silva Batista, o ?Charles do Lixão?, e estava foragido. O Portal dos Procurados oferecia R$ 2 mil por informações de Charlinho.

HISTÓRICO:


Charles Jakson Neres Batista é ligado a facção Comando Vermelho ? CV ? e comanda o tráfico de drogas na comunidade da Favela do Lixão e Vila Ideal, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense.

Filho do traficante Charles Silva Batista, o ?Charles do Lixão?, ele é apontado como sucessor do seu pai no comando do tráfico de drogas na região. A Favela do Lixão é um dos principais pontos de drogas na Baixada, e é a base principal do traficante Fernandinho Beira-Mar.

Em junho 2014, policiais da 59ª DP (Duque de Caxias) prenderam, Charlinho. De acordo com os agentes da unidade, a prisão aconteceu após conclusão de um inquérito que apurava três tentativas de homicídio, uma delas contra um PM, e um homicídio que aconteceram em 23 de março de 2013. O crime aconteceu Rua Risoleta Caetano, bairro Engenho do Porto, Duque de Caxias.

Ainda segundo os policiais, foi constatada a participação de cinco pessoas nos crimes e que Charles seria quem comandou a ação. Assim, foi pedida a prisão dele, sendo expedida pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Duque de Caxias. Ele acabou saindo da prisão em 2016.

Em 2017, Charlinho do Lixão, foi indiciado pela morte do menino Arthur Cosme de Melo, atingido por uma bala perdida quando ainda estava no ventre da mãe, segundo a 59ª DP (Duque de Caxias),,ele diz não haver dúvidas de que, como chefe do tráfico de drogas da Favela do Lixão, Charlinho ?ordenou, estava presente ou teve responsabilidade e conhecimento dos disparos?, até porque o alvo eram os policiais que participaram de uma operação na favela comandada por ele.

A mãe de Arthur, foi atingida ao voltar de um mercado local, após ter feito compras com o marido Clebson, no começo de julho de 2017. O tiro perfurou a região da bacia e atravessou o corpo do bebê, na altura dos pulmões. A mãe sobreviveu e Artur nasceu em uma cesariana, uma cirurgia de emergência para salvar duas vidas e morreu após 30 dias internado.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização do acusado ainda em liberdade, favor informar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; através do Facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. Visite também o Instagram oficial do Portal dos Procurados ? portal.procurados-.