Compartilhe:


Golpe "Saidinha de Banco"
 

Saiba como evitar ser vítima do golpe da "saidinha" :

- O que é "saidinha" de banco?

A chamada 'saidinha' é um dos golpes mais comuns contra clientes de bancos. Consiste na abordagem e roubo, fora do ambiente das agências, de clientes que tenham sacado dinheiro - geralmente grandes valores - nas agências ou nos caixas eletrônicos. Também pode ocorrer o roubo de clientes que estejam indo ao banco para realizar depósito em espécie.

- Como funciona?

Os chamados olheiros ficam rondando os estabelecimentos para identificar potenciais vítimas, normalmente clientes rotineiros, que estão indo constantemente à agência. Eles registram seus trajetos e hábitos e repassam os dados a comparsas, que seguem as vítimas. Por isso, a maioria das pessoas é atacada longe das agências, muitas vezes em área próxima a seus locais de trabalho, negócios ou mesmo residências.

- Como evitar?

Evite sacar valores altos em espécie. Prefira sempre as transações eletrônicas, que oferecem mais segurança, comodidade e eficiência. Exemplos: DOC, TED, transferência via telefone e Internet.

Se tiver de realizar saques de valores altos:

- Nunca conte dinheiro em público. Se houver necessidade disso, faça em local reservado da agência. Algumas instituições possuem locais reservados para essa finalidade. Informe-se com um funcionário do banco;

- Não comente com estranhos sobre a operação que realizou ou realizará;

- Procure ir ao banco sempre acompanhado;

- Seja discreto e rápido ao conferir o seu dinheiro e sair do banco;

- Procure mudar seus trajetos e horários de ida à agência;

- Desconfie de pessoas que fiquem por longo período dentro das agências sem realizar qualquer operação;

Caso sinta que está sendo observado ou seguido, entre num local movimentado, acione a Polícia Militar (tel. 190) e informe as características do observador;

Ao efetuar depósitos no caixa eletrônico, tome cuidado para que não haja troca de envelopes. Não peça, nem aceite ajuda de estranhos. Procure, sempre, a ajuda de um funcionário identificado do banco;

Se desconfiar de que está sendo observado por suspeitos no interior de uma agência, procure um funcionário identificado do banco ou um segurança.

Fonte: Federação Brasileira de Bancos