Compartilhe:


Facção Terceiro Comando Puro
 

O Terceiro Comando Puro é uma organização criminosa carioca, surgida no Complexo da Maré no ano de 2002, a partir de uma dissidência do (Terceiro Comando), liderada pelo Traficante Facão. Durante a maior parte daquele ano o TCP permaneceu como uma facção menor, porém após setembro de 2002, quando Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar liderou uma revolta no presídio Bangu 1, matando alguns rivais, entre eles Uê, líder do TC, este rompeu sua aliança com a (ADA), e os traficantes do então TC ou passaram de vez para o lado da ADA, ou migraram para o TCP.


Desde então o TCP dominou pontos de venda nas zonas Norte e Oeste, mais especificamente no bairro de Senador Camará, tendo pouca expressão no Centro e na Zona Sul. Em Senador Camará, as principais favelas são: Coréia, Rebu, Cavalo de Aço e Vila Aliança. A partir de 2005, porém, começou, como outras facções, a sofrer baixas com a ação das milícias. A facção surgiu no presídio de Ilha Grande, como Falange Jacaré, rival da Falange Vermelha, posteriormente as duas mudaram de nome, vindo a Jacaré, virar TC e a Vermelha, CV. Sua principal liderança era Adilson Balbino, traficante ligado ao Morro do São Carlos.


Após a criação do ADA, juntaram-se, mas após problemas com LINHO e FACÃO, se separaram, sendo o TC ainda forte em alguns lugares como Senador Camará, Acari, Parada de Lucas e Dendê. Seus principais líderes atualmente são Matemático, Fernandinho Guarabu (Dendê) Fernandinho Português e Dinho da Serrinha ,