Compartilhe:


FOTOS:
 
Compartilhe:
FB
Fabiano Atanázio da Silva
Nascimento:
22/07/1976
RG:
nº - 10518589-6 - IFP/Detran
Natural:
São Paulo
Situação:
Capturado
Crimes:
Capturado

Tráfico de Drogas Homicídios Sequestro/Extorsão Mediante Sequestro Roubo - Assalto a Mão Armada

Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06), c/c Art. 40, incisos III e IV da mesma Lei

Classe: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos - Criminal (Lei 11.343/06)

Indução, Instigação ou Auxílio ao Uso de Drogas (Art. 33, § 2º - Lei 11343/06)
Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06)
Posse Ou Porte Ilegal de Arma de Fogo de Uso Restrito e Outros (Art. 16 - Lei 10.826/03)

Facção:
Comando Vermelho
Função:
Chefe do Tráfico e um dos líderes do Comando Vermelho
Área de Atuação:
Inhaúma, Ramos, Penha, Bonsucesso, Pilares e Benfica
Histórico:
Transferência para presídio Federal

Os traficantes Fabiano Atanázio da Silva, o FB, e Luís Cláudio Serrat Correa, o Claudinho CL, foram transferidos para o presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, por volta das 15h50 desta quarta-feira. Os traficantes embarcaram em um avião da Polícia Federal, no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, na Ilha do Governador. As informações são da Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap).

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) a transferência dos dois foi autorizada na segunda-feira.

Por volta das 14h40 desta quarta-feira, um comboio da polícia deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, com direção ao Aeroporto Internacional.

Desde a terça-feira, a Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap) aguardava a entrega da documentação que permitiria a transferência dos presos.

De acordo com o TJ-RJ, a autorização atendeu a uma solicitação da Secretaria de Segurança Pública do Rio. Fabiano Atanázio e Claudinho CL foram presos no dia 27, em Campos do Jordão, São Paulo.

Em nota, a Secretaria de Segurança informou que secretário José Mariano Beltrame enviou, na segunda-feira, ao TJ-RJ o pedido de transferência para presídios federais de FB e de Claudinho CL. "O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro já analisou e aceitou o pedido. Os detalhes da transferência dos criminosos estão sendo ajustados entre o Depem e a Seap", concluiu o comunicado.

Sem visitas nem banho de sol

Enquanto esteve no Rio, segundo a Seap FB ficou isolado em uma cela individual e sem direito a visitas e a banho de sol na penitenciária de Bangu I, na Zona Oeste do Rio, onde ele estava preso desde sábado. A Seap informou que a medida também se estendeu a Claudinho CL.


Prisão realizada por 25º DP - Engenho Novo

(Atualizado em 27/01/2012) - às 23:30h.


Um dos traficantes mais procurados e perigosos do Rio Janeiro Fabiano Atanázio da Silva, o FB, conhecido também por Urubu e Imperador, de 35 anos, foi preso na noite desta sexta-feira dia 27 de janeiro, em São José dos Campos, São Paulo. Sua prisão foi efetuada por agentes da 25ª DP (Engenho Novo). O Disque-Denúncia (21 – 2253-1177), através do site www.procurados.org.br, oferecia um recompensa de R$ 10 Mil reais por informações que levassem a sua prisão Para a prisão dele havia uma das maiores recompensa oferecida pelo Disque-Denúncia.

“FB”, segundo informações deve ser trazido para o Rio em um helicóptero da Policia. Contra “FB” havia sete mandados de prisão expedidos por diversas Varas Criminais por tráfico de drogas, homicídios, sequestro, roubo, assalto a mão armada, porte ilegal de armas.

Além de “FB” foi preso também Luis Cláudio Serrat Correa, o Claudinho CL ou Claudinho do Dona Marta, que atualmente estava a frente do tráfico de drogas dos Morros do Cajueiro e Congonhas, e era um dos principais traficantes em atividade do Comando Vermelho. Ele seria um dos responsáveis pelas constantes tentativas de invasão do Morro da Serrinha, que é controlado pela facção A.D.A – Amigos dos Amigos - . A intenção era abrigar homens do CV, que foram expulsos das diversas localidades que foram tomadas pelas UPP’S. Com eles foram presos mais três traficantes. Claudinho CL é acusado de matar em 2008 o tenente coronel José Roberto do Amaral Lourenço, diretor do presídio de Bangu 3. Contra ele havia seis mandados de prisão, por tráfico de drogas, roubo e latrocínio e homicídio.

Integrante da facção criminosa Comando Vermelho e ex-líder do tráfico de drogas da Vila Cruzeiro no Complexo do Alemão, na Penha, na Zona Norte do Rio, “FB” em 17 de outubro de 2009, comandou um ataque ao Morro dos Macacos, também na Zona Norte, onde traficantes derrubaram um helicóptero da Polícia Militar, matando dois policiais. Ele também foi um dos principais protagonistas de um onda de ataques a vários pontos do Rio, culminando com a tomada das Forças Policiais – ao Complexo do Alemão em novembro de 2010. Ele também um dos mentores do seqüestro de diplomatas chineses em 2008 e ao ataque a policiais da Divisão de Roubos e Furtos de Automóveis (DRF), em novembro de 2009, próximo à Favela de Manguinhos. Ele já liderou diversas tentativas de invasões a comunidades rivais.

Era considerado foragido da Justiça desde 2002 – quando conquistou o benefício do regime semi-aberto e não voltou ao Instituto Penal Edgard Costa, no Centro de Niterói.

Histórico:

Fabiano Atanázio da Silva, o FB, também conehcido pelos vulgos de FM, Thuthuco ou Urubu, é um dos traficantes mais procurados pela polícia do Rio de Janeiro, integrante da facção Comando Vermelho e ex-líder do tráfico de drogas da favela Vila Cruzeiro, no complexo da Penha, zona norte do Rio de Janeiro, hoje ocupado pelas forças policiais – UPP
.

Em 2000, com 24 anos, FB já era o chefe do tráfico no Morro do Urubu, em Pilares, mas perdeu o controle do morro para uma facção rival, o Terceiro Comando Puro - TCP, travando uma guerra entre as facções por mais de dois anos, para retomar os pontos de venda de drogas. A tentativa de retomada do morro aconteceu no dia 6 de setembro de 2001, duas semanas depois da invasão ao Conjunto do Quitungo, onde houve a morte de treze comparsas da quadrilha de FB.

Em 2002, FB foi preso, após uma tentativa de invasão a comunidade do Faz-Quem-Quer, em Rocha Miranda, onde o confronto terminou com a morte de dez homens e FB que trocou tiros com policiais militares durante a fuga, foi encontrado por policiais militares lotados na Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública, escondido em uma casa no Rio comprido. Na época, o depoimento de FB, foi importante para a polícia, que conseguiu confirmar a ligação de traficantes do Comando Vermelho, com a principal facção de São Paulo – Primeiro Comando da Capital – PCC.

No entanto, após três meses de prisão, FB conseguiu fugir juntamente com outros quarenta detentos da Casa de Custódia Jorge Santana, no Complexo Penitenciário de Bangu, através de um túnel de 15 metros, escavado até um rio que fica atrás da unidade, depois da fuga, Fabiano nunca mais foi encontrado pela polícia.

Um dos principais traficantes de confiança da cúpula do CV, até pouco tempo controlava a venda de drogas na favela Vila Cruzeiro, na Penha, onde era o responsável pela caixinha que cuidava do dinheiro de toda a quadrilha. A busca aos criminosos daquela região transformou a favela Vila Cruzeiro, em uma área inacessível para entrada da polícia, pois barreiras eram feitas com trilhos fincados no chão e botijões de gás, além de câmeras instaladas nas ruas da favela, que serviam para monitorar a entrada de moradores e principalmente da polícia.

A região era também conhecida por bailes funks como os da Chatuba, Grota, Rua 8 e Rua E, além do chamado Baile do Complexo Total, onde predominavam o consumo de drogas e atos sexuais, inclusive envolvendo exploração de crianças e adolescentes. Segundo informações de denúncias anônimas, todos esses eventos eram patrocinados por FB e Mica. Em 2009, Fabiano participou de casos que tiveram grande repercussão, como o seqüestro de um grupo de chineses, no mês de agosto, e o ataque de policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis, no mês de novembro, nas proximidades da Favela de Manguinhos. Em 17 de outubro de 2009, FB comandou um ataque ao morro dos Macacos, onde traficantes derrubaram um helicóptero da Polícia Militar, ocasionando a morte de dois policiais.

Em 2010, o FB tentou tirar uma nova carteira de identidade, com intenção de montar um patrimônio com outro nome, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, e no nordeste do Brasil, com isso o titular da 36ª Vara Criminal da Capital, expediu mandado de prisão preventiva por falsidade ideológica e uso de documento falso contra FB, juntando-se aos dezesseis mandados já expedidos por tráfico de drogas, associação ao tráfico, homicídio e roubo, já existentes.

De acordo com informações passadas ao Disque-Denúncia, após a ocupação no Complexo da Penha, FB estaria se escondendo nos morros e favelas sob o domínio do Comando Vermelho, como: Juramento, Mandela, Mangueirinha e Jacarezinho.

O Disque-Denúncia, oferece uma recompensa de R$ 10 mil por informações que levem a sua captura. O Anonimato é garantido.(Atualizado em 01/09/2011)

0273534-44.2007.8.19.0001 (2007.001.268042-7)
Tipo do Movimento:

Publicação de Edital
Descrição:

EDITAL DE NOTIFICAÇÃO O MM. Juiz de Direito, Dr.(a) Juiz em Exercício do Cartório da 32ª Vara Criminal da Comarca da Capital, Estado do Rio de Janeiro, FAZ SABER que o Promotor de Justiça Titular deste juízo, denunciou o nacional Fabiano Atanásio da Silva - Alcunha: Fb Ou Tchutchuco - Nacionalidade Brasileira - SP - Data de Nascimento: 22/07/1976 Idade: 32 -acusado nos autos de nº 2007.001.268042-7, oriundo do Inquérito, nº 6913/07 de 13/12/2007, da 20ª Delegacia Policial, como incurso no Ação Penal - Procedimento Ordinário - Tráfico de Drogas e Condutas Afins (Art. 33 - Lei 11.343/06) C/C Associação Para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06), Art. 33 da Lei 11.343/06 - Importar, Exportar (...) Drogas Sem Determinação Legal.; Art. 35 da Lei 11.343/06 - Associação de Pessoas.; Art. 14 da Lei 10.826/03 - Portar, Deter, Ainda que Gratuitamente Arma de Fogo Sem Autorização. Como não tenha sido possível notificá-lo pessoalmente, por se encontrar em local incerto e não sabido, pelo presente edital, notifica o referido denunciado a comparecer a este Juízo, que funciona na Av Erasmo Braga, 115 L II sala 810 - Centro - Rio de Janeiro - RJ , a fim de apresentar defesa preliminar no prazo de 10 (dez) dias, na forma do art. 55 da Lei 11.343/2006, e assistir os demais termos do respectivo processo, sob pena de revelia. E para que chegue ao conhecimento de todos e do referido acusado, foi expedido o presente edital. Rio de Janeiro, 29 de junho de 2009. Fonte: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

(Atualizado em 07/09/2011)


Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIÇÃO
Vara Criminal de Queimados
0008340-38.2011.8.19.0067
26/08/2011
9ª Vara Criminal/Capital
0308730-07.2009.8.19.0001
05/11/2009
VEP/RJ - Vara de Execuções Penais
0248315-73.2000.8.19.0001 (2000/00214-7)
2000
VEP/RJ - Vara de Execuções Penais
0233539-73.1997.8.19.0001 (1997/05708-7)
1997
9ª Vara Criminal/Capital
0409032-44.2009.8.19.0001
05/11/2009
VEP/RJ - Vara de Execuções Penais
0357300-34.2003.8.19.0001 (2003/07256-8)
2003
28ª Vara Criminal/Capital
0257478-28.2010.8.19.0001
11/08/2010
1