Compartilhe:


FOTOS:
 
Compartilhe:
Saci
Wallace Ribeiro
Recompensa:
R$ 1 Mil
Nascimento:
05/03/1989
RG:
RG Nº. (I.F.P.) 231.840.18 - 2
Natural:
Niterói - RJ
Situação:
Foragido do Sistema Penitenciário
Crimes:
Evadido do Sistema Penitenciário

Homicídios Tráfico de Drogas

1 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP); Crime Tentado; Crimes Previstos No Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8.069/90; Associação Para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06); Quadrilha Ou Bando (Art. 288 - Cp);

2 - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), INCISOS I E II; Prisão Preventiva

3 - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), INCISOS I E II

4 - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), INCISO I E II. N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp), 3X; Prisão Temporária

5 - Latrocínio (Art. 157, § 3º, 2ª parte - CP), na forma do art. 14,II do CP

6 - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), I E II; Prisão Preventiva - Processo nº 0086067-40.2012.8.19.0002



Facção:
Terceiro Comando Puro - TCP
Função:
Ladrão de Veículos/Assaltante e Homicida
Área de Atuação:
Morro do Estado, Morro da Chácara e Arroz/Niterói
Histórico:
Wallace Ribeiro, vulgo “Saci”, faz parte do tráfico de drogas do Morro do Estado, Chácara e Arroz, localizado em Niterói e é ligado a facção criminosa Terceiro Comando Puro – TCP – Ele e mais Alex da Silva Júlio, vulgo “Lequinho Capeta” (preso) e Carlos Eduardo dos Santos Correa, vulgo “Fluminense” morto em confronto com a policia em 2010, foram os acusados de envolvimento em vários crimes, tais como assaltos, assassinatos, tentativas de homicídios, e tráfico. A quadrilha era especialista em arrastões a estabelecimentos comerciais.

Os traficantes de apelidos Fluminense (morto), Lequinho Capeta (preso em 2012) e Saci teriam participado, no dia 14 de abril de 2011, de um duplo homicídio onde dois primos (de 20 e 15 anos) foram mortos a tiros diante de familiares, na Rua São Sebastião, acesso ao Morro do Estado. Nas vezes em que os acusados foram localizados pela polícia na comunidade, houve confronto o trio conseguiu furar o cerco a tiros. No início de 2012, Lequinho Capeta acabou internado sob custódia após ser baleado em confronto com a PM no Centro de Niterói. As ocorrências de assaltos envolvendo o mesmo grupo estariam sendo apuradas na área da Delegacia Legal de Icaraí (77ª DP), onde vários postos de combustíveis foram roubados num curto espaço de tempo, e pela 76ª DP. Nesta última distrital a polícia já teria inclusive de imagens do grupo em ação registradas por circuito de segurança.

A ousadia da quadrilha se estendeu também para os bairros da Zona Sul de Niterói, onde o grupo assaltos vários postos de combustíveis, sobretudo em Santa Rosa. Numa outra ação, Fluminense e seu grupo também teria sido apontado como suspeitos de terem assaltado o restaurante do Hospital Santa Cruz, na Rua Dr. Celestino, em dezembro de 2011. Temidos até mesmo por rivais, o bando de Fluminense, Saci, e Lequinho Capeta, teriam também, há cerca de um ano, ameaçado atacar a tiros o antigo posto do Grupamento de Patrulhamento em Áreas Especiais (Gpae/Morro do Estado).

Em julho de 2012, o Ministério Público (MP) no Rio de Janeiro denunciou à Justiça Alex da Silva Júnior, conhecido como Lequinho Capeta, pelo assalto a um restaurante em Niterói. Ele já está preso acusado de assaltar outros quatro estabelecimentos. A denúncia pede a manutenção da prisão preventiva.

Também foi denunciado pelo mesmo crime Wallace Ribeiro, conhecido como Saci. Ele é apontado pela polícia como o sucessor de Lequinho Capeta no comando do tráfico de drogas no morro do Estado e está foragido. O MP pediu a prisão preventiva do suspeito.

Segundo informações, a quadrilha de Wallace Ribeiro costuma expulsar moradores da favela, e transformar suas casas em pontos de vendas de drogas e endolação de cocaína, maconha e crack.

Contra Wallace Ribeiro, consta pelo Sistema de Cadastramento de Mandados de Prisão – Polinter – 8 (oito) mandados de prisão, expedidos pelas seguintes Varas Criminais: 2ª vara Criminal de Niterói – expedido em 06/12/2010 – CPB 157; VEP – Vara de Execuções Penais – expedido em 10/12/2010 – CPB 157; 3ª Vara criminal de Niterói – CPB 121; 1ª Vara Criminal de Niterói – expedido em 10/05/2012 – CPB 157; 2ª Vara Criminal de Niterói – expedido em 24/05/2012 – CPB 157; 2ª Vara Criminal de Niterói – expedido em 23/07/2012 – CPB 157 e 4ª Vara Criminal de Niterói – expedido em 02/02/2012 – CPB 157e 2ª Vara Criminal de Niterói, expedido em 18/10/2012 – CPB 157.

Pelo Sistema de Identificação Penitenciária, consta que o apenado Wallace Ribeiro, encontra-se na condição de Evadido do Sistema Penitenciário. Ele ingressou no sistema carcerário em 17/10/2008, indo cumprir pena na Cadeia Pública Pedro Mello da Silva – SEAPPM -. Em 09/11/2009, foi transferido para o Instituto Penal Plácido Sá de Carvalho, indo cumprir sua pena no regime semi-aberto. Porém em 24/04/2010, saiu e não mais retornou a sua unidade prisional, e é considerado foragido.

Procedimentos: Inquérito Policial – 74ª DP – 14/10/2008 – artigo 157 do CP; 76ª DP – 14/05/2007 – artigos 33 e 35 ambos da Lei 11343/06 N/F artigo 69 do CP; 76ª DP – 03/11/2010 – artigo 157 § 2º I e II do CP; 76ª DP – 18/05/2012 – Roubo Majorado, artigo 157 § 2º - CP incisos I e II do CP; 01/01/2011 – CPB 121 C/C artigo 14 II do CP; 76ª DP – 14/04/2011 – artigo 121 do CP; 77ª DP – 13/10/2011 – artigo 157 § 2º Incisos I e II do CP, C/C artigo 288 do CP e artigo 1º da Lei 2252/54; 77ª DP – 11/02/2008 – latrocínio (artigo 157, § 3ª , 2ª parte – CP) na forma do artigo 14, II do CP78ª DP – 14/05/2007 – artigo 35 da Lei 11343/06 e 78ª DP – 14/10/2008 – artigo 157, § 2º I e II do CP.

Pelo Sistema de Identificação Criminal, constam 4 (quatro) anotações: 76ª DP – 13/02/2009 – artigos 33 e 35 da Lei 11343/06 – absolvido; 77ª DP – artigo 157§ 2º Incisos I e II do CP C/C artigo 288 do CP e artigo 1ª da Lei 2252/54; 77ª DP – latrocínio – artigo 157 § 3º e 2ª parte na forma do artigo 14 do CP e 76ª DP – Roubo majorado/artigo 157 – aguardando.
Pelo Sistema de Cadastramento de Ocorrências Policiais:
077a. Delegacia de Policia - 861 2012 Inquérito Em Andamento Roubo a Transeunte – Tentativa – ICARAÍ - 077a. Delegacia de Policia - 861 2012 Inquérito Em Andamento Homicídio (outros) – Tentativa - ICARAI
076a. Delegacia de Policia - 8910 2011 Inquérito Recebido do MP Associação para - Tráfico de Droga (Lei - 11.343/06) - MORRO DO ESTADO - CENTRO - 076a. Delegacia de Policia - 2684 2011 Inquérito Em Andamento Homicídio (outros) - Tentativa - MORRO DO ESTADO
076a. Delegacia de Policia - 1875 2012 Inquérito Em Andamento Lesão Corporal (outros) – CENTRO - 076a. Delegacia de Policia - 1501 2012 Inquérito Em Andamento Roubo a Estabelecimento Comercial – INGÁ -
076a. Delegacia de Policia- 8910 2011 Inquérito Recebido do MP Quadrilha ou Bando MORRO DO ESTADO – CENTRO - 078ª Delegacia de
Policia 1701 2007 Flagrante Trans. DP não Informado Associação para Tráfico de Droga (Lei - 11.343/06) – CENTRO- 076a. Delegacia de Policia - 4956 2012 VPI Em Andamento Roubo no Interior de Residência
INGA - 076a. Delegacia de Policia - 1875 2012 Inquérito Em Andamento Roubo a Transeunte CENTRO - 076a. Delegacia de Policia2818 2011 Inquerito Em Andamento Homicídio Provocado por Projétil de Arma de
Fogo – INGÁ- 077a. Delegacia de Policia 181 2012 VPI Em Andamento Roubo a Estabelecimento - Comercial ICARAÍ - 076a. Delegacia de Policia - 8910 2011 Inquérito Recebido do MP Extorsão (outros) MORRO DO ESTADO - CENTRO

Processo No 0067875-59.2012.8.19.0002
Tipo do Movimento: Ato Ordinatório Praticado
Data: 09/08/2012
Descrição: CERTIDÃO CERTIFICO E DOU FÉ QUE FORAM EXPEDIDOS OS EXPEDIENTES QUE SEGUEM SOLICITANDO INFORMAÇÕES ACERCA DO CUMPRIMENTO DO MANDADO DE PRISÃO Nº 75/2012 EXPEDIDO DEM DESFAVOR DO ACUSADO WALLACE RIBEIRO: OF. 4307 À 77ª DP; OF. 4311 À POLINTER; OF. 4308 AO SEAP; OF. 4309 AO 12º BPM; OF. 4310 POLÍCIA MARÍTIMA AÉREA E DE FRONTEIRAS.


Processo nº: 0120775-87.2010.8.19.0002
Tipo do Movimento: Publicação de Edital
Descrição: EDITAL DE CITAÇÃO (Com o prazo de 10 dias) O MM. Juiz de Direito, Dr.(a) Cristiane da Silva Brandão Lima - Juiz em Exercício do Cartório da 2ª Vara Criminal da Comarca de Niterói, Estado do Rio de Janeiro, FAZ SABER que o Promotor de Justiça Titular deste juízo, denunciou o nacional Wallace Ribeiro - Alcunha: Saci - Nacionalidade Brasileira - Naturalidade: Niterói - RJ - Estado Civil: Solteiro - Data de Nascimento: 05/03/1989 Idade: 23 - RG: 23184018-2 Emissor: IFP - Endereço: Travessa Victor F. Guimarães, nº 29 - Ingá - Niterói - RJ, acusado nos autos de nº 0120775-87.2010.8.19.0002, oriundo do Inquérito, nº 1125/10 de 03/11/2010, da 76ª Delegacia Policial, como incurso no(a) Ação Penal - Procedimento Ordinário - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), INCISO I E II. N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp), 3X; Prisão Temporária, . Como não tenha sido possível citá-lo(a) pessoalmente, por se encontrar em local incerto e não sabido, pelo presente edital, cita o(a) referido(a) acusado(a) para responder aos termos da ação penal, por escrito, no prazo de dez (10) dias onde poderá arguir preliminares e alegar tudo o que interessa à sua defesa, oferecer documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas. Não apresentada a resposta no prazo legal, ou se o(a) acusado(a) citado(a), não constituir defensor, o juiz nomeará defensor público para oferecê-la. O prazo começará a fluir a partir do comparecimento pessoal do acusado(a) ou do defensor constituído (art. 396, CPP). O processo seguirá sem a presença do(a) acusado(a) que citado(a), deixar de comparecer sem motivos justificados (art. 367 do CPP). E para que chegue ao conhecimento de todos e do referido acusado(a), foi expedido o presente edital. Niterói, 20 de junho de 2012. Eu, ______________ Ledir Iro da Silva - Escrivão - Matr. 01/9520, o subscrevo. Cristiane da Silva Brandão Lima - Juiz em Exercício

Decisão : Mandados de Prisão


Processo nº: 0059440-96.2012.8.19.0002
Tipo do Movimento: Decisão
Descrição: Diante dos suficientes indícios de autoria e materialidade, recebo a denúncia, bem como o seu aditamento. Defiro cota do MP. Requisitem-se FAC's, CACC's e demais peças técnicas eventualmente faltantes. Nos termos do art. 396 do CPP, citem-se os Réus para oferecimento de RESPOSTA, por escrito, via advogado, no prazo de 10 dias. Decorrido este prazo in albis, intime-se a Defensoria Pública para fazê-lo. Em relação ao pedido de prisão preventiva, razão assiste ao MP. O delito imputado aos acusados causam grave intranquilidade social sendo dever do Estado-Juiz pacificar tal estado de coisa, sendo que suas custódias são necessárias para garantia da ordem pública evitando-se a reiteração de condutas criminosas por parte dos réus. Ademais a instrução está apenas começando e a liberdade dos acusados causará fundado temor em suas vítimas, razão pela qual a segregação cautelar deles se impõe por conveniência da instrução criminal. Desse modo, decreto a prisão preventiva de WALLACE RIBEIRO, já qualificados, em razão de estarem presentes os requisitos do art. 312 do CPP, mormente a garantia da ordem pública e a conveniência da instrução criminal. Expeçam-se os mandados de prisão, com prazo de validade para seu cumprimento até 21/05/2032, levando-se em consideração a prescrição da pena máxima cominada ao crime em abstrato, na forma prevista no inciso I do artigo 109 do CP, cujas cópias devem seguir aos órgãos de praxe. Ciência ao MP.

1013029-12.2011.8.19.0002
Tipo do Movimento:

Descrição:
1. Recebo a denúncia. 2. Citem-se os acusados para responder aos termos da acusação, por escrito, no prazo de 10 (dez) dias, a contar do efetivo cumprimento do mandado, nos termos do art. 406 do CPP, com a nova redação da Lei 11.689/08, e intimem-se para informar se possuem Advogado ou se desejam ser defendidos pela Defensoria Pública, advertindo-se de que o processo seguirá sem a presença do acusado que, citado, deixar de comparecer sem motivo justificado, sendo-lhe decretada a revelia na forma do art. 367 do CPP. 3. Atenda-se, com urgência, aos requerimentos formulados pelo Ministério Público. 4. A providência judicial necessária e cautelar a ser adotada no presente caso é o decreto de prisão preventiva dos acusados, com amparo no art. 312 do CPP. Constata-se do exame das peças juntadas, não haver dúvida quanto à existência do fato, especialmente pelo AEC, fls. 95/97 E99/100. A autoria, da mesma forma, encontra suporte de demonstração pelas declarações das testemunhas já ouvidas em sede inquisitorial, especialmente pelo depoimento da testemunha presencial, mãe da vítima, CRISTIANE ANGELICA CARDOSO, fls. 15/17, que reconhece os acusados como sendo os autores dos fatos. A imputação contra os acusados discorre sobre prática, em tese, de homicídio qualificado consumado, tendo como vítimas DANILO LIMA DOS SANTOS e CRISTOFER CARDOSO DE QUEIROZ, bem como pelos delitos quadrilha armada, roubo e corrupção de menores. A necessidade da tutela cautelar se faz sentir não só com o intuito de impedir a reiteração de atos criminosos, mas também para acautelar o meio social da ação delituosa em questão, oferecendo a sociedade de Niterói resposta adequada, externada pela segregação cautelar, que na hipótese propicia maior credibilidade da Justiça. A periculosidade dos agentes ficou evidenciada pelas circunstâncias em que o fato foi praticado. Tal periculosidade correspondente a um desajustamento social de suma gravidade, qual seja, a execução das vítimas dentro de suas casas e na frente de seus familiares. Por outro lado, a custódia dos acusados também é necessária para assegurar a regular efetivação da instrução probatória, pois fatos desta natureza só são completamente elucidados quando o acusado não interfere ou influencia as testemunhas. Imperiosa, neste caso concreto, a medida cautelar para eventual proteção das testemunhas que continuam residindo no local dos fatos. Considera-se ainda a importância da segregação para garantir a aplicação da lei penal, pois os acusados soltos poderiam ganhar rumo ignorado, comprometendo o texto legal e sua aplicabilidade. Motivo que ganha força em vista do fato de que os acusados desapareceram logo depois dos fatos, permanecendo em local incerto e não sabido até a presente data. Isto posto, observadas as diretrizes do CPP, inclusive com a previsão dos art. 312 e 313, presentes o fummus boni iuris e o periculum in mora, DECRETO A PRISÃO PREVENTIVA WALLACE RIBEIRO, já qualificados, ordem essa a ser executada com as cautelas de estilo, sempre dentro da legalidade. Expeçam-se mandados de prisão. Ciência ao Ministério Público e, ad cautelam, à Defensoria – Fonte Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro/RJ – 27/05/2011




MANDADO DE PRISÃO - VEP

Processos

Serventia: CAPITAL VARA DE EXEC PENAIS
Nº Processo: 0357423-22.2009.8.19.0001 (2009/04159-1)
Classe CNJ: Execução Provisória Criminal


Movimentos

Data: 06/08/2012
Origem: SVP4 / FINAL 8
Destino: SVP4 / FINAL 8
Prateleira: 98
Assunto: PROCESSAMENTO

Data: 15/12/2011
Origem: SVP4 / FINAL 8
Destino: SVP4 / FINAL 8
Prateleira: 4
Assunto: MACO DE CES

Data: 11/04/2011
Origem: SVP4 / FINAL 8
Destino: SVP4 / FINAL 8
Prateleira: 6
Assunto: MACO DE CES


(atualizado em 22/03/2013)
Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIÇÃO
Comarca de Niterói/2ª Vara Criminal
0120775-87.2010.8.19.0002
06/12/2010
Comarca de Niterói/4ª Vara Criminal
0001963-18.2012.8.19.0002
02/02/2012 - CPB 157
Comarca de Niterói/1ª Vara Criminal
0067875-59.2012.8.19.0002
10/05/2012
VEP/RJ - Vara de Execuções Penais
0357423-22.2009.8.19.0001 (2009/04159-1)
10/12/2010
Comarca de Niterói/2ª Vara Criminal
0059440-96.2012.8.19.0002
24/05/2012 - CPB 157
Comarca de Niterói/2ª Vara Criminal
0069991-38.2012.8.19.0002
23/07/2012 - CPB 157
Comarca de Niterói/3ª Vara Criminal
CPB 121
27/05/2011
Comarca de Niterói/2ª Vara Criminal
0086067-40.2012.8.19.0002
18/10/2012 - CPB 157
1