Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Amarelo
Rodrigo Silva Freire do Nascimento

  • Capturado

    Tráfico de Drogas

    1 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06) C/C Aumento de Pena Por Tráfico Ilícito de Drogas (Art. 40 - Lei 11.343/2006), IV E VI E Corrupção ativa (Art. 333 - CP) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
  • TCP - Terceiro Comando Puro
  • Integrante do Tráfico de Drogas
  • Paradas de Lucas, Parque Paulista e Cidade Alta - RJ
  • 28/07/1988
  • RG . (I.F.P.) 241.551.829
  • Rio de Janeiro - RJ
  • Capturado

Histórico

Policiais militares do 34º BPM/3ª CPA ? Magé ? através de informações passadas pelo aplicativo de mensagens do Whatsapp dos Procurados/Disque Denuncia (21) ? 98849-6099, prenderam na tarde desta terça-feira, dia 29/01, Rodrigo Silva Freire Nascimento, o Amarelo, de 31 anos. Ele era o gerente dos pontos de drogas da Cidade Alta, em Cordovil, Zona Norte do Rio de Janeiro. Contra ele havia dois mandados de prisão por trafico de drogas e Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06).

O Portal dos Procurados oferecia uma recompensa de R$ 1 mil por sua captura.

O criminoso foi preso na Rua Walcir José do Amaral, em Surui, 1º Distrito de Magé, na Baixada Fluminense. Amarelo é ligado à facção Terceiro Comando Puro ? TCP ? e faz parte do trafico de drogas que age nas localidades do Parque Paulista, em Duque de Caxias; Paradas de Lucas e Cidade Alta, em Cordovil, como gerente dos pontos de drogas.

Em 2017, O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) ofereceu denúncia e pediu a prisão preventiva, de 39 suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas na Cidade Alta, em Cordovil. Entre os denunciados estavam o líder do tráfico, Álvaro Malaquias Santa Rosa, vulgo ?Peixão? e Rodrigo Silva Freire.

De acordo com a denúncia, durante o período de sete meses de investigação ficou comprovado que os denunciados se apossaram de imóveis e expulsaram moradores da Cidade Alta, contrário a liderança do TCP na região, e também parentes de pessoas ligadas a antiga facção que dominava a região.

Rodrigo Silva não resistiu á prisão. Ele foi levado para 65ª DP ? Magé ? para ser lavrado a sua prisão, e ficará à disposição da Justiça e depois será encaminhado ao sistema penitenciário.